Ciro Gomes no exterior de alma leve


Ciro Gomes andava tranquilo na última sexta-feira (19) com a mulher, Gisele, na estação Chatelet do metrô de Paris — até se encontrar com uma brasileira, Érika Campelo. Diretora de uma associação cultural, ela é contra a eleição de Jair Bolsonaro (PSL) e perguntou a ele: "Por que você não está no Brasil?".

Cordial, Ciro disse, segundo Érika, que "realmente está muito difícil" e que o Brasil "está doente". "Mas eu estou muito cansado. Estou batalhando há três anos. E não dá mais", seguiu.

Ainda segundo Campelo, Ciro disse também que o PT "errou" porque preferiu "disputar com Bolsonaro no segundo turno".

Questionado por Érika se ele gostaria de ter tido o apoio do PT, o pedetista elogiou Fernando Haddad. Mas afirmou que a esquerda deveria ter debatido para saber quem seria o melhor candidato para o momento.


Por Daniela Lima, na Folha de S. Paulo

Comentários