CONTRIBUINTE BANCOU R$ 2 BILHÕES COM GASTOS DE CAMPANHA NO PRIMEIRO TURNO

Os candidatos que participaram da eleição do último domingo (7) arrecadaram R$ 2,82 bilhões, dos quais R$ 2,06 bilhões (73%) saíram dos cofres públicos por meio dos fundos eleitoral e partidário. Segundo levantamento divulgado pela Folha de S.Paulo, os recursos privados ficaram em R$ 764 milhões. Os valores ainda vão subir pois há disputa em segundo turno pela Presidência da República e pelo governo de 13 estados e do Distrito Federal.

Há ainda cerca de R$ 1 bilhão que TVs e rádios deixarão de pagar de imposto pela veiculação da propaganda eleitoral dos candidatos. De acordo com a pesquisa, as doações de pessoas físicas somaram até o momento R$ 407 milhões. 

Os políticos gastaram R$ 357 milhões do próprio bolso, com autofinanciamento. Os fundos eleitoral e partidário reservam R$ 2,7 bilhões para os candidatos. Desse total, mais de R$ 600 milhões ainda poderão ser gastos neste segundo turno.

De acordo com os registros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os dois candidatos a presidente que disputam o segundo turno receberam, até o momento, R$ 51,4 milhões.

Desse total, R$ 49,5 milhões foram repassados à campanha do PT, de Fernando Haddad. O restante, R$ 1,9 milhão, foi declarado por Jair Bolsonaro (PSL).


Com o congresso em foco

Comentários