Viaduto que corre risco de desabar após ataque criminoso passa por operação emergencial


De acordo com a superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Liris Campelo, existe um grande risco de desabamento. “Já começaram a chegar os equipamentos, pórticos hidráulicos, que vão fazer o escoramento para tentar salvar a estrutura”.

Ela informa, em entrevista à reportagem da TV Jangadeiro, que a equipe de engenharia do DNIT está acompanhando e, após o trabalho emergencial, pensará na solução para recuperação.

O bloqueio vai permanecer até a intervenção completa da estrutura. De acordo com a superintendente, é uma situação de emergência, atípica e grave. “A gente não tem a menor possibilidade de liberar o tráfego na situação que ficou a estrutura. Existe o risco, então a gente vai escorar o equipamento para que ele não venha a desabar e depois a gente entra com a solução de recuperação das peças que foram danificadas”.

A explosão do viaduto foi ouvida em vários pontos da cidade. Pessoas que moram nas proximidades relataram, inclusive, ter percebido tremores nas residências, e pensavam ter sido meteoro e até queda de avião.

Parte dos ferros ficaram expostos. A laje que recebia sustentação do pilar cedeu em até 30 centímetros. Moradores chegaram a pensar que fosse um meteoro ou a queda de um avião. No local, também foram encontradas cartas ameaçando o Governo por mudanças no sistema prisional.


Com Tribuna do Ceará

Comentários